domingo, 4 de março de 2007

Sujeira no computador?

Certamente todos (ou quase todos) os usuários de microcomputador já devem ter notado a quantidade de sujeira que se acumula nas entradas de ar do mesmo. Por mais limpo que possa parecer o ambiente, é comum um pouco de poeira. No interior do computador, há um dispositivo chamado cooler, que serve para resfriar o processador e evitar que este tenha um superaquecimento. No cooler há um dissipador de calor, feito de material metálico (geralmente de alumínio ou cobre) que fica diretamente sobre o processador, e sobre o cooler, uma “ventoinha” que força a entrada de ar frio no dissipador, oque mantém a temperatura. O problema que com toda essa circulação de ar dentro do micro acaba atraindo um pouco da poeira do ambiente em que o computador se encontra. Vale lembrar que não só o cooler é responsável pela “atração” dessa sujeira, já que num computador há ainda a(s) ventoinha(s) da fonte de alimentação, da placa de vídeo (na maioria dos casos), de outras ventoinhas instaladas no gabinete e até mesmo a eletricidade estática acaba contribuindo para que a poeira se aloje sobre alguns componentes.
Mas se a maioria dos usuários já viram a sujeira nas estradas de ar, certamente poucos chegaram a ver como está o interior do computador. Isso se deve ao fato de que poucos abrem seu computador para verificar a situação em que o mesmo se encontra, seja por falta de familiaridade com o hardware, pelo lacre de garantia (que acaba impedindo que os usuários tenham acesso ao interior de seu computador, sob pena de perda de garantia se o lacre for violado) ou mesmo por esquecimento ou falta de interesse.
A princípio, um pouco de sujeira não vai danificar seu computador. Porém com o tempo, pode haver algumas complicações, das quais posso citar:
· Mau contato em componentes como memória, placa de vídeo, entre outros...
· Problemas em componentes mecânicos de alguns dispositivos como o drive de disquete, leitor/gravador de CD ou DVD...
· Falha na ventilação de componentes como o processador, que pode acontecer por um travamento da ventoinha ou obstrução do dissipador...

As fotos que virão a seguir são de um computador de um colega meu. Logo que desmontei o micro, tratei de testar componente como fonte, memória, placa de vídeo. Mas como estava tudo OK com estes componentes, resolvi verificar o processador. Ao olhar o cooler, notei que havia certa quantidade de sujeira depositada, mas quando tirei a ventoinha é que eu vi que estava bem pior do que eu pensei. As passagens de ar do cooler estavam quase totalmente obstruídas. Imaginem como o processador deve ter esquentado nos últimos dias...! A pasta térmica, que geralmente é pastosa (como o próprio nome já diz) estava sólida, provavelmente em decorrência da temperatura.
Para evitar uma situação dessas, meu conselho é o seguinte: se você puder e souber abrir o seu micro , sugiro que verifique como está a quantidade de sujeira. Se for necessário, passe um pincel para tirar essa sujeira e evitar problemas posteriores. Se não souber fazer isto, leve para alguém que saiba. Isso deve ser feito de tempos em tempos, conforme o local que seu computador se encontra.


Cooler original da Intel.


Dissipador de Calor (note a sujeira...!)


O mesmo dissipador de outro ângulo.


A Ventoinha do Cooler (acreditem, ela era preta!)


Processador Intel com pasta térmica solidificada.


O dissipador das fotos anteriores, depois de uma limpeza...

Um comentário:

evandro disse...

paulo vc eh um menino muito aplicado...
pena q as moças da vida te tiram da linha...
parabens pela postagem nota 10.