sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Algumas considerações quanto ao uso deste blog

Saudações!

Bom, hoje gostaria de postar algo diferente, mas penso que há algo que acabou escapando das postagens. Isso seria o seguinte: como utilizar as dicas deste blog.

Como deu para perceber, nem todos os posts são realmente dicas, mas sim curiosidades, tal qual aquela postagem da manutenção que fiz em meu MP4. Gostaria de ressaltar que nem todos os dispositivos são iguais e os "sintomas" podem indicar vários tipos de problemas, e aí é interessante um bom conhecimento antes de sair demontando tudo que vem pela frente... Então, se a postagem for relativa a hardware, primeiramente seria interessante ter algum conhecimento técnico, o olha que há vários sites com boas dicas por aí, e muitos cursos que podem ser feitos em alguma instituição.

Quanto a parte de software, há umas coisas importantes que devem ser consideradas. Nem todo problema é igual e a solução aplicada com sucesso num caso não se aplica necessariamente a outro parecido. Pode haver sucesso ou não... Outra coisa importantíssima que devo aqui ressaltar é o seguinte, se há uma postagem sobre a possível solução para algum problema, por favor, não faça nada antes ler a postagem inteira. Eu coloco muitas figuras justamente para facilitar a vida do leitor, mas não se atenha somente a elas, leia com muita atenção e se restarem dúvidas, entre em contato. Vamos a um exemplo que aconteceu recentemente, um leitor leu parcialmente uma postagem, em que eu falava da remoção de um vírus, e por acaso citei dois nomes de antivírus. Bom, aconteceu o mais improvável possível, a pessoa ignorou o conteúdo da postagem e instalou dois antivírus. Dá para imaginar o resultado né! O problema não foi resolvido e como um antivírus "entrou em conflito" com o outro, a máquina ficou "uma coisa". Pois é, vai uma dica, não instale dois antivírus no mesmo sistema operacional, não vai resolver seus problemas e possivelmente vai criar um ainda maior...

Outra coisa que gostaria de solicitar ao leitor, é que comente as minhas postagens, é simples e rápido, não custa nada! E sempre que tiverem alguma dúvida, podem solicitar alguma postagem específica, para isso use a opção de comentário...

Bom, por hoje é só...

Abraços...!!!


sábado, 2 de agosto de 2008

Problemas com reconhecimento de seu pendrive?

Saudações!

Após alguns dias afastados de minhas postagens, por motivos pessoais, profissionais e ainda, por problemas de saúde, hoje venho falar sobre um assunto que muitas pessoas têm dúvidas, o não reconhecimento de um disco removível, no caso um pendrive, pelo computador. Você o "espeta" na porta USB e nada acontece, e você sente certa vontade de jogar fora o pendrive ou ainda, quebrar o computador. Mas calma, isso pode ser alguma configuração do Windows!

Trabalhando com essa hipótese, a da configuração do sistema operacional, vamos direto para o que realmente interessa, a possível solução para o inconveniente. Siga os passos abaixo que provavelmente você obterá êxito na sua operação:

Inicialmente, clique com o botão direito do mouse em “Meu Computador”. Escolha a opção “Propriedades” e clique sobre a mesma.



Clique sobre a aba “Hardware” e posteriormente no botão “Gerenciador de dispositivos”.


Procure “Unidades de disco”. Clique no sinal de “+” para ver todas as unidades de disco encontradas no computador. No meu caso, o pendrive conectado foi detectado com sucesso, pois os drivers foram instalados automaticamente na primeira utilização do mesmo. Mas acontece que em algumas vezes isso não ocorre, e aí temos que instalar manualmente esse driver. Se há problemas de driver, geralmente é indicado por um ponto de interrogação, como o que podemos ver na imagem em “Outros dispositivos...”.


Clique com o botão direito sobre a unidade de disco com problemas de reconhecimento e escolha a opção “Atualizar driver...”.


Surgirá a janela de “Assistente para atualização de hardware”. Dentre as três opções disponíveis marque a última, que está escrito “Não, não agora” (já que se tentar fazer um Windows Update numa hora dessas você só vai perder tempo) e clique em “Avançar”.


Na próxima janelinha, marque (ou deixe marcada) a primeira opção, que é “Instalar o software automaticamente (recomendável)”. Clique em “Avançar”.


Como no meu caso o driver estava atualizado, não houve atualização alguma, mas se o caso for diferente aí, a atualização ocorrerá de forma simples e rápida, sem stress (teoricamente). Clique em concluir para finalizar o processo.


Retire o pendrive e coloque-o em seguida, agora ele deve ser detectável ao seu sistema operacional. Se isso não acontecer, você está com mais problemas do que pensa... hehe!!!

Bom, por hoje é isso, estou no meio de um backup e a rede está muito lenta agora...

Abraços!!!

sábado, 26 de julho de 2008

Cuidados com senhas e outras informações em seu computador 1

Navegar na grande rede de computadores chamada Internet é sem dúvidas muito interessante. Porém alguns cuidados devem ser tomados em relação à segurança, principalmente se estiver-mos utilizando um computador que é compartilhado com mais pessoas. Nesses casos é interessante desativar alguns recursos como "memorizar senhas" que são oferecidos pelos navegadores como Internet Explorer (que vou chamar de IE daqui em diante) e Firefox. Outro cuidado que deve ser levado em consideração é quanto a gravação das conversas do msn, que muitas vezes deixamos ativado para lembrar do que estávamos falando na última conversa, mas que em alguns casos, pode se tornar um grande problema, como veremos adiante.

Primeiramente vamos falar do IE. Esse navegador, como a maioria das pessoas que possui um conhecimento mais aprofundado em informática sabe que não é lá aquelas coisas em se tratando de segurança. Já tive problemas ao utilizar esse navegador e depois daquele episódeo, só o utilizo em casos que não há outra alternativa. Mas vamos ver que perigos você corre no computador local, sem considerar ataques externos (que são mais freqüentes que você imagina). Para ver algumas coisas interessantes que você pode descobrir que seu navegador está gravando como arquivo temporário, vá em "Ferramentas" - "Opções da Internet", como na figura abaixo:


Clicando nessa opção, vai aparecer a janelinha "Opções da Internet". Dentro dessa tela temos algumas opções, dentre as quais, dentro de "Histórico de navegação" estão: "Excluir" e "Configurações". Se você clicar em configurações, vai aparecer mais uma janelinha, como na figura que segue:


Provavelmente você notará que há algumas opções de configuração, e a que está marcada por padrão é "Automaticamente". Sugiro que se você compartilha seu computador com mais alguém, marque a opção "Nunca", pois aí não serão gravados os arquivos temporários que facilitam um pouco nossa vida mas em mãos erradas, podem ser um tanto quanto problemáticos. Quer ver esses arquivos? Fácil, clique em "Exibir Arquivos" que aparecerá todo o conteúdo da pasta de arquivos temporários que citei anteriormente.


Vá em frente e abra alguns desses arquivos, talvez ficará surpreso com o conteúdo dos mesmos...

Bom, mas se você utiliza o Firefox, há um outro problema que deve ser considerado, a possibilidade de visualizar as senhas armazenadas durante a utilização desse navegador se a opção de memorização de senhas estiver ativada. Vamos dar uma olhadinha onde estão essas informações?


Primeiramente você pode notar que o Firefox é muito mais "configurável" do que o IE, e mais agradável de utilizar também. Mas vamos ao que interessa. Vá em "Ferramentas" - "Opções...".


Clicando em "Opções", aparecerá uma janelinha com o mesmo título, onde há muitas opções de configurações, que não serão tratadas aqui. Vá na aba "Segurança" e clique no botão "Senhas memorizadas". Vai aparecer mais uma janelinha entitulada "Senhas Memorizadas", como na imagem abaixo. Se você clicar em "Exibir senhas" verá todas as senhas gravadas pelo navegador. Obviamente essa figura eu não posso disponibilizar no blog... hehehe!!!


Para se livrar desse inconveniente, desmarque a opção "Memorizar senhas de sites". Agora terá que informar manualmente suas senhas, mas reduz o risco de alguém conseguir suas senhas...

Para finalizar, vamos tratar do msn. Acho que todo mundo que utiliza esse software sabe que por "default" ele grava todas as conversas dos usuários. Eu gosto muito disso, pois às vezes temos que recorrer a esse recurso para nos lembrar-mos do que estávamos conversando em outra ocasião. O problema é se você tem conversas que não podem de forma alguma chegar nas mãos (ou olhos...!!!) de outra pessoa. Há muitos casos de pessoas que se deram muito mal por alguém bisbilhotar suas conversas no msn, principalmente casais... ah, deu para entender né!

Vamos ver onde está isso? Na tela principal do Windows Live Messenger clique em "Ferramentas" - "Opções".


Na janela que segue, escolha a opção "Mensagens" e veja se em "Histórico de menssagens" a opção "Manter um histórico de minhas conversas automaticamente" está marcado. Se estiver, todas as suas conversas estão sendo gravadas, caso contrário isso não está acontecendo. Se achar mais prudente, desmarque essa opção...


O caminho onde os arquivos estão sendo gravados pode ser visto no campo editável (edit) abaixo de "Salvar minhas conversas nesta pasta". Se você quiser dar uma olhadinha no que tem em seu computador, vá no caminho indicado nesse edit.


Como são todos arquivos com extensão "xml", é só clicar sobre os mesmo e ver o seu conteúdo.

Bom, espero que tenham prestado atenção a essas dicas que parecem sem muito valor, mas conhecimentos em relação a segurança de informações sempre são de grande valia, em especial no período em que estamos vivendo.

Abraços...!!!

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Resetando um Palm Tungsten E2

Hoje vou explicar em que situções em que se deve dar um reset no hardware e de como fazê-lo num Palm Tungsten E2.

Primeiramente devo dizer que esperava mais do sistema operacional Palm OS, pelo menos que ele fosse mais estável que o nosso tão conhecido Windows. Obviamente não dá para comparar um sistema operacional para dispositivos com tamanhas limitações com um sistema operacional que rode num desktop, mas dar erro em quase toda aplicação nova que se tenta instalar, isso já é demais! Até porque no caso tanto o hardware quanto o software (no caso, o sistema operacional) são desenvolvidos pela Palm, então os dois deveriam funcionar harmoniozamente, mas parece que travam uma luta constante um contra o outro, ainda mais se instalar-mos aplicativos de terceiros.

Mas deixando esses "detalhes" de lado, vamos ver quando há a necessidade de dar um reset no hardware. Creio que essa deva ser a última alternativa, uma vez que esse tipo de reset apaga todos os dados contidos no aparelho, como se fosse uma formatação ou melhor, é uma formatação de um tipo de memória não volátil. Pois bem, digamos que você tenha instalado algum programa novo no Palm como um jogo, por exemplo, e quando foi tentar acessar o dito cujo, o aparelho lhe mostra uma mensagem dizendo que ocorreu um erro e que deve ser reiniciado. Se ocorrer a reinicialização sem maiores problemas, tudo bem. Pode-se remover o programa que está causando o conflito. Mas o problema é se o sistema operacional entrar em "loop", ou seja, toda vez que tenta inicializar, mostra uma mensagem de erro e pede para reiniciar. Esse é o caso mais típico em que há a necessidade de um reset de hardware ou reset físico. Para tanto, siga os seguintes procedimentos:

  • Use a caneta que acompanha o Palm e insira a mesma no buraquinho onde se encontra o botão "Reset", como mostra a figura:
  • Ainda com o "Reset" pressionado, pressione também o botão "Power", que se encontra na parte superior do aparelho (veja botão verde da foto). Fique pressionando os dois botões por uns 10 segundos e solte primeiramente o botão "Reset", seguido logo após pelo "Power".
  • Siga os procedimentos indicados na tela do próprio aparelho que "provavelmente" ele irá funcionar. Lembrando que todas as configurações e dados serão perdidos (menos os que estiverem no cartão de memória).

Bom, essa é uma dica simples mas que deve ser considerada para quem possui uma aparelho tão "temperamental" quanto um Palm.

Abraços!

sábado, 19 de julho de 2008

Inserindo sumário automaticamente com o Word 2007

Sem dúvidas uma das coisas mais chatas na elaboração de um trabalho semestral ou de um TCC é a criação do sumário manualmente. Mas para que passar horas tentando fazer uma coisa que não vai ficar lá aquelas coisas se há a possiblididade de automatizar o processo?
Pois é, apesar da Microsoft ter feito um monte de produtos no mínimo duvidosos, o Office 2007 veio com um bom conjunto de ferramentas para agilizar os trabalhos. No Word por exemplo temos ferramentas que facilitam a nossa vida no que diz respeito a criação de sumário. Obviamente recursos semelhantes já haviam nas versões anteriores, mas é na versão 2007 que fica realmente fácil de trabalhar.

Vejamos um exemplo bem prático. O documento abaixo inicialmente não possui um sumário, como dá para perceber.


Bom, o primeiro passo, após definir todos os capítulos é criar um estilo para determinado tipo de título. Para tanto, clique com o botão direito sobre o texto que irá para o sumário, como no caso abaixo, a introdução, que se tornou o primeiro capítulo do trabalho (não vamos discutir metodologia aqui, pois alguns professores querem que a introdução seja um capítulo e entre no sumário e outros não...), escolha a opção "Estilos" e "Salvar Seleção como Novo Estilo Rápido".



Deve aparecer uma janelinha como a que está na figura a seguir. Nomeie o estilo de forma que seja fácil de diferenciar depois...


Se você quiser, pode clicar no botão "Modificar..." e alterar algumas configurações, como alinhamento, tamanho e tipo de fonte, espaçamento entre linhas, entre outros.


Depois de personalisar seu estivo clique em "OK" para voltar ao corpo do texto.

Repita esse procedimento para todos os níveis que tiver no seu trabalho, no caso eu tive 4 níveis de título. Não se esqueça das normas para configurar cada nível! No exemplo a seguir, a justificativa se enquadra no nível 2, pois é "1.1". Se você não entendeu essa parte, aconselho a ler um bom livro de metodologia antes mesmo de começar o trabalho...


Agora que já definiu os níveis, é só aplicar esses níveis para os outros títulos que se enquadram na mesma configuração. Como anteriormente foi criado um estilo para "Justificativa", que é do nível 2, para aplicar esse mesmo estilo aos outros elementos do nível dois é muito simples, selecione o respectivo texto e clique no estilo que todas as configurações valerão para esse título também. No caso, a "Hipótese", que tem numeração "1.2" receberá as características da "Justificativa", ou melhor, vai receber as características do estilo criado para o elemento "Justificativa". Não entendeu? Tente algumas vezes que vai dar certo... O importante é utilizar a lógica, se o trabalho terá quatro níveis, terá quatro estilos!



Agora vem a parte mais interessante e fácil, a criação do sumário. Vá na aba "Referências" - "Sumário" - "Inserir Sumário", como mostra a figura a seguir:


Aparecerá então uma janela como a seguir:


Nessa tela você pode alterar algumas configurações. Eu alterei o número que está em "Mostrar níveis" de 3 para 1, para que o sumário fique todo alinhado a esquerda, ou seja, com todos os títulos começando na mesma distância da borda da página.


Para completar o nosso "esforço", clique no botão "Opções..." e irá surgir uma tela como a mostrada a seguir:


Lembra-se dos estilos criados? Pois é, para aparecerem no sumário você deve colocar o número "1" na caixa de texto a direita do estilo. Dê um OK e vai aparecer essa janelinha:


Agora clique no botão "OK" dessa telinha e pronto, o seu sumário estará criado!


Viram como é simples? Pois é, pelo menos isso não é difícil na elaboração dos trabalhos... hehe!!!

Abraços!

Problemas ao tentar acessar uma pasta no Windows?

O Windows tem muitas particularidades, como as grandes falhas de segurança e ainda mecanismos que deveriam proteger o computador contra ataques mas que infelizmente causam problemas para o usuário quando este tenta acessar determinadas pastas ou alterar algumas configurações. Um caso típico é o firewall do Windows, que só entra em ação nas horas indevidas, como quando você tenta jogar um game numa rede local...

Outra coisa irritante é quando você tenta acessar uma pasta e o sistema operacional dá um alerta dizendo que o conteúdo da mesma pode colocar o computador em risco e ainda por cima reicinia o Explorer.exe, fechando automaticamente todas as pastas que você tinha aberto e ainda levando certo tempo para se recuperar. Isso quando não temos que iniciar o Explorer.exe manualmente, o que é complicado para quem não conhece as manhas do Windows. Aliás, acho que em outra ocasião vou demonstrar como iniciar o Explorer.exe de forma manual, pois sem ele, seu sistema operacional fica quase que inutilizado...

Vamos começar com o exemplo de meu computador, dentro da unidade C:\ existe uma pasta chamada "Downloads".




Toda vez que eu tentava acessar a pasta "Video" acontecia o mesmo problema, aparecia a janelinha de "Alerta de Prevenção de Execução de Dados", que eu podia arrastar para algum canto onde não iria atrapalhar ou fechar, mas de fechasse, aparecia a seguinte janela:



Quando essa janelinha nojenta aparecia já podia me preparar para esperar o Explorer.exe reiniciar, o que leva alguns segundos. Ao fechar a janela de aviso acontecia o seguinte: a tela principal, ou desktop se preferir, ficava alguns instantes vazia, ou seja, sem ícones, relógio... só com o papel de parede.


O problema consiste na "prevenção de execução de dados (DEP)", que devia proteger seu micro de alguma forma (misteriosa, como sempre), que ao encontrar algo que considera estranho entra em execução e faz um monte de coisa só para atrapalhar a vida do usuário. Então seria interessante desativar essa "funcionalidade", correto? Claro que a Microsoft na sua plena sabedoria não aconselha fazer isso, e nem facilita na hora de fazê-lo.

Uma solução é alterar o arquivo boot.ini, mas alerto, não faça nada além do que está escrito aqui, ao menos que você seja um expert em informática ou quer ter uma dor de cabeça tremenda. Mas não se apavore, o arquivo citado é só um .txt que é necessário para que o computador inicialize, pois ele indica o caminho do(s) sistema(s) operacional(is) instalado(s), e outras coisinhas básicas.

Mas se ele é um arquivo tão importante não vai ser tão fácil de encontrá-lo, apesar de estar num local de fácil acesso. O problema é que ele está oculto! Para tratar disso, faça o seguinte:

Vá no C:\ e procure por "Ferramentas" - "Opções de pasta...", como mostra a figura a seguir.



Clicando nesse item vai aparecer uma janelinha com muitas opções, mas as que você terá que alterar são somente dois deles:

  • Desmarque a caixinha onde está a opção "ocultar arquivos protegidos do sistema operacional";
  • E marque a opção "Mostrar arquivos e pastas ocultos".
Vai ficar mais ou menos assim:



Agora, se tudo deu certo, você vai encotrar o arquivo boot.ini dentro de C:\. Talvez seja necessário reiniciar o Windows primeiro...


Abra o arquivo com o bloco de notas, e ele deve se parecer mais ou menos com isso:


Note que o que vamos alterar é somente a última linha. Onde está escrito "...noexecute=optin/fastdetect", vamos substituir por "...noexecute=alwaysoff"


Agora salve o arquivo e reinicie o computador. Provavelmente estará livre desse probleminha, digo provavelmente porque Windows é Windows... hehe!!!

_______________________________________________________________

Só por curiosidade, se quiser chegar no boot.ini utilizando o prompt de comando, faça o seguinte:
  • Vá em "Iniciar"- "Executar" e digite "cmd".

  • Já no prompt de comando digite "cd\" e tecle "Enter", como mostra a figura abaixo. Isso serve para ir diretamente au diretório raiz, onde está localizado o boot.ini.
  • Digite então "boot.ini" e pressione "Enter" novamente. Aí vai aparecer o arquivo que poderá então ser modificado, como descrito acima.
  • Para fechar o prompt de comando, digite "exit" e pressione "Enter".

Fácil né! Qualquer dúvida estamos aí...!!!

Valeu!!!

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Dissecando um MP4 Satellite m118

Hoje vou dar uma escapadinha da área da informática e ir para a área de eletrônica, se bem que atualmente as duas andam juntas, como no caso dos dispositivos como MP3 e MP4 players.
Eu possuo um MP4 Satellite m118 já faz uns dois anos, e posso afirmar que a qualidade de som do aparelho é muito boa, embora não tenha alto-falante externo, o que é realmente uma pena.


Mas o caso é que de tempos para cá estavam ocorrendo problemas com a conexão do fone de ouvido, que dava ruído ou simplesmente deixava de funcionar. Testei outro fone no dispositivo mas o resultado foi idêntico. Então resolvi abrir o MP4 para verificar o conector do fone, bem como as soldas do mesmo.

O primeiro problema em abrir um aparelho desses é que não há parafusos, e sim encaixes muito bem escondidos e de difícil acesso. Qualquer tentativa de forçar a abertura resultaria na quebra de um dos encaixes ou na mellhor das hipóteses, deixar o aparelho todo marcado. Com muita paciência fui abrindo o delicado dispositivo que ficou dessa forma:


Bonitinho né? O problema que ao deslocar a bateria o fio preto (que está ligado ao pólo negativo da bateria) se desprendeu da placa, e acabou sendo mais um problema para resolver...


Para quem ainda não notou, a bateria é aquele negócio quadrado da direita. A parte preta que dá para ver sobre a mesma é para criar uma camada de amortecimento entre a bateria e o Visor de LCD, já que o mesmo fica sob a bateria, bom, pelo menos quando o aparelho está fechado...

O primeiro passo foi verificar a tensão da bateria, que como mostra a foto a seguir, era de 3.85 volts.


Como a bateria estava OK, comecei a trabalhar no objetivo principal da manutenção, resolver o problema de mau contato entre o plug e o conector. Todas as soldas estavam boas, era apenas uma questão de forçar as partes internas do conector para que ficassem mais justas.


Terminada essa fase, parti para a soldagem do fio da bateria. O engenheiro que projetou o aparelho devia estar bem mau humorado, pois o ponto de fixação do fio negativo é quase que inalcansável...


Mas deu tudo certo, e depois de algumas tentativas frustadas, o fio voltou ao seu devido lugar...


Finalmente, depois de tudo pronto, coloquei a tampa trazeira no MP4 novamente, claro que com muito cuidado, pois é complicado mesmo...

Hora do test drive, e não é que funcionou? Ficou muito bom, sem os problemas detectados anteriormente, embora que agora tenho certeza que essa aparelho vem com o chip Nexia NX5850, que para vídeo não é lá grandes coisas... Mas tudo bem, eu quero mesmo é ouvir música, e de qualidade... hehe!!!

Olhem a foto do aparelhinho funcionando após todo o trabalho...


Bom galera, com certeza essa postagem não vai ajudar ninguém em nada, mas para os curiosos que sempre quiseram ver como era um MP4 internamente, é uma boa oportunidade...

Abraços...!!!